Necessária mudança de conceitos…

Tenho recebido solicitações de algumas pessoas para que eu me posicione sobre o gravíssimo problema de (falta de) emprego, especialmente entre os jovens que estão saindo das nossas universidades. Selecionei uma pergunta assertiva para responder e que representa, conceitualmente, a preocupação manifestada pela maioria.

A gente se forma, por exemplo, em jornalismo ou em odontologia, e tem uma dificuldade imensa de arranjar trabalho, afinal quantos jornais ou clínicas públicas e/ou privadas existem para dar conta dessa “massa” de profissionais que se forma por ano?

Somando somente estas duas áreas específicas, no próximo ano se formarão mais de 1.000 novos profissionais em Manaus. Tudo isso. Acredite! Tenho visto um montão de recém formados batendo cabeça por aí, fazendo bico ou trabalhando fora da área e, muitas vezes, se sujeitando a salários ridículos para garantir a sobrevivência.

Como disponibilizar emprego na mesma área de atuação para toda essa gente que está saindo da universidade? Calma! Não é o fim do mundo, pelo menos até 2012. Piadinha infâme, admito.

Em primeiro lugar a própria juventude tem que romper um paradigma que nos foi incutido ao longo de décadas. Nem sempre estar assalariado garante segurança profissional e pessoal. É preciso entender que a economia, assim como a informática, está em uma evolução que assusta qualquer especialista.

Há alguns meses atrás, as manchetes no mundo inteiro falavam na “Pior crise econômica da história”, a “quebra” da economia americana, o fim do “capitalismo moderno”… BALELA! Alguém por acaso tem ido aos shoppings da cidade? Lotados. E as concessionárias de carros?

Nós precisamos nos adequar, como jovens e profissionais, a esta nova realidade. O mundo está crescendo muito e aceleradamente. A evolução social, econômica e, principalmente, tecnológica está jogando todas as antigas teses e conceitos no passado da involução. As relações de trabalho, capital e a própria capacidade de geração de desenvolvimento está irremediavelmente ligada, nos tempos atuais, a uma palavrinha mágica, nesta nova ordem econômica mundial: EMPREENDEDORISMO.

O que é isto? Como assim? Isto vai pagar minhas contas?

Antes de continuar e responder estas sub-questões quero expor um “real case”: Um acadêmico de odontologia passa, no mínimo, 5 anos na universidade. Aprende anatomia, farmácia, biologia e todas as matérias específicas da área, complementadas por inúmeras aulas práticas. Enfim, vê tudo de extração, obturação, canal, aparelhos, oclusão e até mesmo aprendem sobre as normas e usos de equipamentos, etc… Dia da formatura, uma felicidade só! Dependendo da dedicação, talento e aptidão na área, o novo dentista sai realmente preparado para exercer sua nova profissão. Menos por um pequeno detalhe: Está desempregado, na maioria das vezes!

Como preparar o estudante para enfrentar esse problema? No próximo post porque agora estou atrasado. Até amanhã!

Anúncios

2 Respostas to “Necessária mudança de conceitos…”

  1. sadsadsd Says:

    cade o resto da matéria

  2. olisson fragoso mangabeira Says:

    grande parlamentar ta faltando um politico assim como vc
    atuande tenho que certaza vc vai voltar pra o mundo da politica em breve

    assim. mangabeira do PT
    tel:9203-3236

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: